6 FAVORITOS DA NFC PARA OS PLAYOFFS QUE DESCOBRIMOS NA SEMANA 7

Por Emanuele Alves

 

Aguns jogos me surpreenderam esta semana, não por nada em especial que tenha acontecido, mas pela performance de alguns times em campo. Como já estamos praticamente na metade da temporada, então resolvi escrever sobre quais franquias de cada divisão têm mais chances de cravarem uma vaga nos playoffs com base no que apresentaram até o momento.

 

NFC East

Esta é a pior divisão da NFC. O atual líder é o sexto melhor da conferência com uma campanha 4-3, a partir disso fica claro o quanto está nivelada por baixo. Apenas dois times possuem reais chances de levar o título. Os Cowboys têm uma leve vantagem no confronto direto após o vencer a última partida e de forma dominante, diga-se de passagem. Esse último ponto é o que mais me preocupa em relação ao Philadelphia Eagles. O time está muito inconsistente, com erros totalmente displicentes e nos bastidores as coisas não parecem estar muito bem.  Na verdade, apenas na vitória contra os Packers vimos uma boa partida e contra uma equipe de alto nível, as outras duas vitórias foram contra Jets e Redskins, ambos com apenas uma vitória cada. Os próximos quatro jogos não serão fáceis, o calendário só melhora na reta final da temporada. Apesar disso, acredito que os Eagles ainda têm chances, mas precisam se organizar o mais breve possível, pois o elenco é ótimo. Por outro lado, o Dallas Cowboys parece que entraram no eixo novamente na partida contra o rival, mas assim como eles, também está inconsistente na temporada. Devido a mudança do coordenador ofensivo, está claro que o ataque ainda precisa de ajustes e a defesa pressionar mais o quarterback adversário, da mesma maneira como fez contra os Eagles. A partida decisiva provavelmente será na semana 16, pois os dois se enfrentam novamente, mas neste momento ainda coloco os Cowboys como favoritos. O New York Giants e o Washington Redskins dispensam qualquer análise sobre possíveis chances de playoffs. O primeiro melhorou consideravelmente com a entrada de Daniel Jones no comando do ataque, mas muitas perdas por lesões dificultam as coisas, vale mencionar que a defesa perde muitos tackles e uma secundária praticamente inexistente. O segundo está passando por uma renovação total, então qualquer possibilidade de pós temporada está fora de cogitação.

CAMPEÃO: Dallas Cowboys

 

NFC North

O Green Bay Packers é, de longe, o time mais equilibrado da Conferência Nacional, tanto ataque quanto defesa estão em alto nível. A minha preocupação no início da temporada era o ataque que não estava apresentando bons jogos, sobretudo Aaron Rodgers, que ainda estava tentando se adaptar às mudanças do novo head coach. A vitória sobre os Lions foi um tanto quanto questionável, uma vez que a arbitragem teve erros cruciais. No entanto, a partida contra os Raiders (vale destacar a partida impecável de Rodgers) tirou qualquer dúvida em relação a isso. Se continuarem no mesmo ritmo, dificilmente perdem o título, ainda mais que já têm uma campanha 3-0 dentro da divisão. O Minnesota Vikings é o único capaz de incomodar os Packers neste momento, o que me preocupava também era o ataque, especialmente Kirk Cousin, mas que também está vivendo uma crescente com atuações muito boas. Ainda que o título não venha, o wild card me parece certo, sendo o maior favorito para uma das vagas. Enquanto os primeiros times citados tiveram uma melhora nos quarterbacks, não podemos dizer o mesmo do Chicago Bears, para mim, sendo este a razão para a equipe não ter capacidade de brilhar nesta temporada. Com uma defesa majestosa, uma das melhores da NFL, a equipe merecia perspectivas mais promissoras, só que Mitchell Trubisky definitivamente não é o cara para liderar o ataque que esta defesa tanto merece. Confesso que o Detroit Lions é uma das minhas maiores surpresas, o time não tem nada de especial, ataque e defesas são ambas medianas, sem estrelas que merecem tanto destaque assim, mas o time tem jogado muito bem com performances convincentes, mas acho que a derrota para os Packers abalou demais e com apenas duas vitórias e uma campanha 0-2 na divisão, não vejo possibilidade de disputar os playoffs.  

CAMPEÃO: Green Bay Packers

WILD CARD: Minnesota Vikings

 

NFC South

Já comentei sobre como Sean Payton soube deixar o New Orleans Saints bem estruturado mesmo com a saída de Drew Brees, o quarterback Teddy Bridgewater tem conseguido fazer o suficiente e a defesa também está de parabéns. Com a volta de Brees para elevar ainda mais o nível do ataque, não vejo dificuldades para os Saints conquistarem o título da divisão, ainda mais com um calendário relativamente fácil contra Cardinals, Titans e Bucs duas vezes. As únicas dificuldades serão Colts, 49ers e os confrontos diretos com o Carolina Panthers. Este último, aliás, também sofreu com a saída do seu quarterback titular, mas também conseguiu se manter na disputa e é o único capaz de brigar com os Saints pelo título divisional. Ainda coloco os Saints como favorito por causa da comissão técnica, acredito que é o fator que mais deve pesar neste momento. Os confrontos diretos serão determinantes. O Tampa Bay Buccaneers já não tem mais chances, dependeu muito de Jameis Winston que não correspondeu às necessidades do time. O Atlanta Falcons é a minha maior decepção nesta conferência. Na teoria tem excelentes jogadores, Julio Jones, Devonta Freeman, Matt Ryan, Austin Hooper, todos eles deveriam estar jogando melhor, mas isso não é isso que temos visto, sem falar numa defesa apática, cedendo 31.9 pontos por jogo, disputando como a pior da NFL com os Dolphins neste momento.

CAMPEÃO: New Orleans Saints

 

NFC West

A única divisão em que não colocarei o atual primeiro colocado como favorito e talvez levante a maior controvérsia. Apesar de estar invicto, o San Francisco 49ers ainda não me passou tanta confiança, as vitórias foram para times fracos (com a exceção dos Rams) e nesta semana a vitória para os Redskins deixou a desejar, pois ganhou com muita dificuldade. O verdadeiro desafio começará a partir de agora, quando o calendário dá uma complicada na vida dos Niners, com jogos contra Panthers, Packers, Saints, Ravens e Seahawks, este último sendo um confronto divisional. E preciso confessar, confio muito mais no Seattle Seahawks para vencer os dois jogos, bem como para ganhar a divisão. Tudo bem que na última partida os Hawks perderam para os Ravens jogando dentro de casa, mas ainda assim me inspiram mais segurança. O que mais levo em consideração para isso é Russell Wilson, ele está jogando muito bem e neste momento acaba sendo o fator mais favorável. O Los Angeles Rams era o favorito no início da temporada, vindo de um Super Bowl, esperava-se muito mais de Jared Goff e Sean McVay. Considero o time com o melhor grupo de recebedores de toda a liga, Cooper Kupp, Robert Woods e Brandin Cooks juntos deveriam deixar o trabalho de Goff mais fácil, pois não vejo outro grupo de recebedores melhores do que eles, entretanto, ele não tem conseguido apresentar bons jogos e acho que aí reside a dificuldade do time. Nem vou citar o jogo terrestre com Todd Gurley. Rams ainda tem chances de disputar uma vaga pelo wild card, mas para isso Goff precisa começar a jogar melhor. O Arizona Cardinals já estava fora antes mesmo da temporada começar, mas a chegada de Kyler Murray já começou a mostrar resultados e as vitórias começaram a aparecer. Ainda é uma construção a longo prazo para montar um time em volta do seu mais novo quarterback e assim se tornarem uma ameaça nesta divisão que já têm equipes excelentes.

CAMPEÃO: Seattle Seahawks

WILD CARD: San Francisco 49ers

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: